Pontinhos de Cultura

A ação do Pontinho de Cultura Aprendiz do Lúdico será pautada nas seguintes atividades:

OFICINAS: BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS E BRINCANDO COM AS MÍDIAS.
As oficinas serão realizadas em quatro espaços (na sede da Associação Art.22 e em entidades parceiras) localizados em áreas extrema vulnerabilidade social da cidade de Santa Luzia.
A oficina de Brinquedos e Brincadeiras propõe um resgate dos modos de brincar tradicionais, resgate daqueles jogos infantis que vêm se desgastando pela cultura de massa. Nessas oficinas será de extrema importância o diálogo com os mais velhos, avôs e avós que ainda se lembram dos jogos, músicas e brincadeiras „de antigamente“. Eles serão convidados a partilhar com as crianças o espaço da brincadeira. Acreditamos que essa aproximação de gerações possibilitará trocas valiosas entre os envolvidos. A criança terá um aprendizado sobre a cultura de sua comunidade, aprenderá novos jogos e exercitará o respeito aos mais vellhos. O idoso encontrará no grupo de brincadeiras espaço de expressão e utilidade e se contagiará pela vitalidade dos mais jovens.
A importância dessa atividade se assenta na necessidade de criação de momentos específicos para a brincadeira. As crianças brincam, brincam nas ruas, em cima das lajes, mas nem sempre em segurança, nem sempre orientadas ao respeito ao próximo, à preservação do Meio Ambiente, e à cultura da paz. O brincante é um facilitador (ou aprendiz do lúdico) que deverá apresentar às crianças possibilidades de construção de brinquedos, de trabalho com as artes, além de noções de solidariedade, respeito aos mais velhos e aos colegas, cuidado com os objetos, animais e meio ambiente. Deverá propor, ainda, o resgate de brincadeiras que estão se perdendo, em oposição aos jogos de violência cada dia mais presentes no universo de crianças e adolescentes. Esse é o momento oportuno para se trabalhar a identificação cultural do grupo social e reafirmar valores dessa comunidade.
A oficina Brincando com as Mídias será desenvolvida por profissional brincante também qualificado no trabalho com a tecnologia e nas possibilidades de utilização da mesma na formação cultural. Hoje é inegável o apelo que a tecnologia tem sobre os jovens (videogames, internet, redes sociais, fotografia, televisão), e não podemos lutar contra ela. Podemos, sim, nos utilizar delas para construir conteúdos culturais e estéticos de qualidade, onde o lúdico e o universo infantil estejam presentes.
Durante a oficina o brincante deverá desenvolver com as crianças e adolescentes trabalhos com fotografia, video-poemas, animações, e outros produtos identificados pelos participantes. O material produzido junto às crianças e jovens servirá de base para a organização de um documentário (Programa Infantil).

ENCONTROS TEMÁTICOS
Essa atividade tem como objetivo a formação de multiplicadores da cultura lúdica e da valorização da brincadeira como componente essencial da formação de crianças e adolescentes. Terá como público alvo educadores, oficineiros de outros programas (Fica Vivo, PET, Escola Integrada, Agentes de Saúde Infantil, CMDCA, Conselho Tutelar), pais e familiares das crianças ligadas ao projeto, e demais interessados na formação como brincante. Nesse primeiro momento serão disponibilizadas 25 vagas.
Serão convidados profissionais de notório saber em suas áreas para desenvolver encontros teóricos e práticos sobre temas de relevância ao objeto desse edital. Além dos temas propostos no edital serão abordados outros, como Valorização da cultura lúdica; O espaço da brincadeira na educação formal; Formação do profissional brincante; Brinquedos de ontem e hoje; A inserção da tecnologia no universo lúdico da criança; entre outros. Serão propostas, ainda, vivências a fim de desenvolver nos participantes a criatividade, a sensibilidade e, acima de tudo,
a liberdade e o desprendimento da brincadeira. Algumas vivências propostas para esse trabalho: Danças e músicas de roda; Contação de histórias; Construção de brinquedos com reutilizáveis; Dança intuitiva/elementar; Máscaras e caretas; Cultura e folguedos populares; entre outros. Serão 06 encontros com carga-horária de 8h/aulas, totalizando 40h/aulas. Ao final serão entregues certificados aos participantes que tiverem alcançado 75% de freqüência.
A partir desses encontros pretende-se criar um grupo permanente de estudo sobre a cultura da infância e sobre a brincadeira, envolvendo profissionais de diversas áreas.

CORTEJOS DE BRINCADEIRAS CANTADAS

Juntamente aos encontros temáticos serão realizados Cortejos de Brincadeiras pelas comunidades, envolvendo os multiplicadores em ações lúdico-mobilizadoras nas regiões de abrangência da ação. Serão realizadas apresentações artísticas de interesse do público infantil e juvenil. Entre as apresentaçãoes poderão figurar grupos de teatro e circo, músicas e brincadeiras de roda, contações de históricas, sempre focados na cultura da infância.
É importante lembrarmos que crianças e jovens também consomem arte e possuem direito à fruição artística de qualidade e apropriada ao seu desenvolvimento psíquico e social.
DOCUMENTÁRIO - MESTRES DO LÚDICO
Durante as oficinas de Brinquedos e Brincadeiras e Brincando com as Mídias, crianças e jovens serão estimulados a criar produtos culturais em formato digital (músicas e clipes, reportagens, vídeos de animação, etc.). Esses produtos deverão retratar o universo cultural identificado por essas crianças, além de documentar as brincadeiras realizadas durante as oficinas. Terá o formato um programa infantil, onde podem estar presentes diversos conteúdos, como desenhos de animações sobre personagens do imaginário popular, reportagens com professores e familiares sobre as brincadeiras antigas, vídeos ensinando brincadeiras, jogos e músicas, etc.
Essa atividade se mostra de extrema importância quando pensamos no excasso conteúdo televisivo desenvolvido para o público de crianças e adolescentes. Levamos ainda em conta que o conteúdo que é produzido é realizado por adultos, sem levar em conta as especificidades do universo infantil. A produção desse Programa é a oportunidade de se desenvover conteúdo cultural televisivo de qualidade para o público infantil e juvenil, e ainda valorizar a produção estética das crianças e adolescentes.
Após finalizado, o programa será reproduzido e distribuído entre os parceiros do projeto e entre outras ações que trabalhem com esse mesmo público-alvo (escolas, abrigos, creches, programas sociais) e diponibilizado para download na Internet através do Site da Associação Art.22 e de outros parceiros. Esse será um programa piloto para a realização de uma série de programas totalmente realizados por crianças e jovens, sobre os temas que a eles interessam.

ENCONTRO DE BRINCAR

Ao final da ação será realizado um grande encontro de brincantes (palhaços, músicos, atores, construtores de brinquedos, pesquisadores da cultura da infância, etc) para debater o tema de forma ampla e partilhar conhecimentos. Durante esse encontro será proposto, a todos os presentes, a consolidação de um grupo permanente de estudo do lúdico e da brincadeira. Nesse momento também será lançado o Programa Infantil com a presença das crianças e jovens envolvidos na ação e seus familiares. Haverá exposição de fotos retratando as oficinas e encontros temáticos, apresentação do making-off do documentário, além de exposição de brinquedos construídos ao longo da oficina de Brinquedos e Brincadeiras.

BRINQUEDOTECAS

Instalação de duas brinquedotecas como forma de criar espaços de qualidade para a brincadeira. Serão comprados brinquedos, jogos, instrumentos musicais de brinquedos e livros infantis e juvenis para a criação das duas breinquedotecas, valorizando brinquedos educativos e artesanais.
A brinquedoteca prepara o mundo do „faz-de-conta“, e desvincula o valor do brinquedo ao seu valor monetário e ao sentimento de posse, já que tudo deve ser partilhado entre todos. É um local onde a criança se sente segura para desenvolver todo seu potencial criativo. O adolescente também pode se beneficiar da brinquedoteca, seja pelo uso dos jogos (que desenvolvem raciocínio e sociabilidade) seja pelo prolongamento das especificidades da infância, impedindo sua entrada precoce na vida adulta. A Associação Art.22 se responsabilizará pela compra dos materiais e acompanhará a criação dos espaços e sua posterior utilização. Nos comprometemos, ainda, a buscar, constantemente, outras fontes de recurso para a manutenção dessas brinquedotecas.



Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Associação de Ideias Ambientais e Ações Sócio Culturais Art.22 cnpj: 08.680.474/0001-33

Contato

Rua João de Sá, 551, Conjunto Cristina C - Sta Luzia / MG CEP: 33.110.210

fone: +55 (31) 3636-6724

email: aiaasca.blogspot.com